Dionatan Scrok

Dionatan Scrok

Um Athletico irreconhecível na noite desta quarta feira (31), poucas vezes se viu o time do Tiago Nunes jogar desta maneira, apagado, sem criação o furacão deu adeus a Libertadores 2019, com a derreta para o Boca Juniors por 2x0 em Buenos Aires. Todos chegaram confiantes antes da partida, porém em campo o furacão não conseguiu colocar a confiança, um time apático, sem força ofensiva e um sistema defensivo confuso, que deram ao tradicional clube Argentino inúmeras possibilidades de abrir o placar ainda no primeiro tempo. Destaque para o goleiro Santos, muito acionado na etapa inicial, mostrou que continua em alta, com defesas difíceis e milagrosas. Agora as atenções estão todas para o outro lado do mundo, já que o clube embarca para o Japão para a disputa da antiga Copa Suruga, que acontece na próxima quarta feira (07).

O Jogo

Com a força da arquibancada o Boca começou com tudo, pressionando um Athletico que parecia nervoso, mais com o decorrer nos minutos iniciais o nervosismo virou de lado e os argentinos acabarão demostrando isso, foram dois cartões amarelos em oito minutos, porém o furacão não conseguiu se aproveitar da situação e falhava muito na saída de bola, o Boca teve três chances claras de abrir o marcador, Santos, Marcio Azevedo e Pedro Henrique evitarão o que seria um massacre argentino.

No segundo tempo parecia reprise do primeiro, porém com um Boca mais tranquilo com o resultado a favor, o furacão continuava sem expressão e falhando defensivamente, em uma dessas falhas saiu o primeiro gol do time argentino, aos doze minutos, na reposição de bola do goleiro Andrada, Léo Pereira errou o tempo da bola que sobrou para Abila, que entrou na área e chutou forte indefensável para o arqueiro rubro negro. O Athletico sentiu o baque, Tiago Nunes trocou algumas peças que não surtiram efeito, e o time continuou a errar e não conseguia chegar a meta argentina, com o time aberto lançado ao ataque tomar o segundo gol foi questão e tempo, no apagar das luzes Salvio marcou o segundo aos 49’ minutos, decretando a eliminação Paranaense.

Como fica?

Classificado o Boca Juniors encara a LDU nas quartas de finais do torneio continental, já o Athletico que vai ao Japão na próxima semana, depois volta as atenções para a as semi finais da Copa do Brasil diante do Grêmio em Porto Alegre no dia 14, mais antes disso enfrenta o Botafogo no Rio de Janeiro dia 11 pela 14ª rodada do Brasileirão.

 

FICHA TÉCNICA

LIBERTADORES - Oitavas de final – Jogo de volta

Boca Juniors 2×0 Athletico

Local: La Bombonera (Buenos Aires-ARG)

Árbitro: Júlio Bascuñan (CHI)
Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Claudio Urrutia (CHI)
VAR: Andrés Cunha (URU)

Boca Juniors
Andrada; Weingandt, Izquierdoz, Alonso e Mas; Nandéz (Sálvio), Capaldo, Marcone e Mac Allister; Zárate (Reynoso) e Ábila (Hurtado).
Técnico: Gustavo Alfaro

Athletico
Santos; Jonathan, Pedro Henrique, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Nikão (Bruno Nazário); Marcelo Cirino, Rony e Marco Ruben.
Técnico: Tiago Nunes

 

Gol: Ábila, 12, Sálvio, 49 do 2º
Cartões amarelos: Weigandt, Nandéz e Izquierdoz (BOCA); Wellington, Pedro Henrique, Bruno Guimarães, Léo Pereira (CAP)

O Coritiba venceu o Botafogo-SP na noite de ontem (29) no Couto Pereira por 3x2, em jogo válido pela 13ª rodada da Série B. Apesar do susto no final do primeiro tempo, com o empate da equipe paulista após abrir 2x0 no placar, o coxa soube ter tranquilidade para fazer o terceiro gol e segurar a vitória. Na vice-liderança da série b hoje o Coritiba fica de olho nos resultados da rodada para permanecer no G4.

O Jogo!!

Os primeiros minutos de jogo demostraram o que seria a partida, com o apoio da torcida o Coxa começou tomando conta do jogo e já abriu 2x0 no inicio, aos dez minutos após escanteio e o desvio na primeira trave Sabino completou para as redes abrindo o marcador. Aos 13 minutos depois de uma bola espirrada, com um lindo passe Rodrigão colocou Robson na cara do gol para marcar o primeiro gol dele com a camisa do Coritiba. Quando o jogo parecia dominado e tranquilo Nadson arriscou do meio da rua diminuindo o marcador aos 31’, o Botafogo – SP chegou ao empate aos 43’, depois de uma jogada pela direita e o bate e rebate ela sobra para Murilo empatar a partida 2x2.

No segundo tempo o Coritiba foi em busca da vitória já nos minutos iniciais, aos 8 minutos em uma bela jogada de Juan Alano que começou no campo de defesa, ele carregou na intermediaria tocou para Rodrigão que o serviu com perfeição pra dentro da área tocar na saída do goleiro, fazendo o terceiro gol do Coxa. O Pantera não teve força de reação após o gol, e o Coritiba soube administrar a vitória, fazendo as pazes com a torcida. Com essa vitória o Coxa chega a sua terceira vitória nos cinco jogos pós Copa América, o Coxa ainda empatou com o Operário e perdeu apenas um jogo para Criciúma na 9ª rodada. Já o Botafogo – SP das cinco partidas venceu apenas o Atlético – GO, empatou uma e perdeu 3, sendo duas dentro de casa.

Como Fica?

Com a vitória o Coritiba assume provisoriamente a vice-liderança da série b com 22 pontos, mesma pontuação do Paraná, que joga hoje (30) contra o Londrina no Café, e o Sport que empatou com o Guarani nesta segunda (29) pelo placar de 1x1. Para o Coritiba permanecer no G4 precisa torcer por um tropeço de Londrina, Atlético – GO, CRB e Ponte Preta. Já o Botafogo – SP permanece na sexta posição com 20 pontos.

E Agora?

E agora, o Coritiba vai a Recife enfrentar o Sport na Arena Pernambuco na próxima quinta feira (01) ás 21h30, o Pantera recebe o Oeste na Sexta Feira (02) ás 20h30 em Ribeirão Preto/SP, os jogos são válidos pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B.

Artilheiro/Garçom

É muito difícil o atacante Rodrigão (25) passar me branco nessa série B, artilheiro da competição com nove gols, o centro avante coxa branca mostrou que sabe jogar servindo os companheiros, foram dois passes brilhantes que deixaram seus companheiros na cara do gol, o passe de costas estilo pivô para o Robson no segundo gol do Coxa mostra a visão de jogo do artilheiro, e a precisão no passe para o gol de Juan Alano, deixa explícito que a função do camisa 9 vai além de colocar a bola na rede. Porém nem tudo são flores, o artilheiro da série B após ser substituído tomou o terceiro cartão amarelo e está fora do jogo contra o Sport em Recife na próxima quinta feira (01), outro desfalque é o meia Giovanni que também cumpre suspensão no jogo contra o Leão.

 

FICHA TÉCNICA

SÉRIE B - 13ª Rodada – 1° Turno

Coritiba 3×2 Botafogo-SP

Local: Estádio Couto Pereira

Árbitro: Luiz César de Oliveira Magalhães (CE)
Assistentes: Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE) e Jailson Albano da Silva (CE)

 

Coritiba
Alex Muralha; Felipe Mattioni (Diogo Mateus), Walisson Maia, Sabino e William Matheus; Matheus Sales, Giovanni (Vitor Carvalho) e Thiago Lopes; Robson, Juan Alano e Rodrigão (Igor Jesus).
Técnico: Umberto Louzer

 

Botafogo-SP
Darley; Lucas Mendes, Didi, Luiz Otávio e Pará; Willian Oliveira (Pablo), Higor Meritão e Nadson (Bruno José); Murilo Henrique, Felipe Saraiva (Erick Luis) e Henan.
Técnico: Roberto Cavalo

 

Gols: Sabino, 10, Robson, 13, Nadson, 32, Murilo Henrique, 43 do 1º tempo;

Juan Alano, 8 do 2º tempo.

Cartões amarelos: Rodrigão, Giovanni, Igor Jesus, Robson, Alex Muralha (COR);

 Luiz Otávio, Willian Oliveira, Lucas Mendes, Bruno José (BOT);

Público pagante: 23.436
Público total: 23.992
Renda: R$ 277.691,42

A conquista do Titulo da Copa Sul-americana de 2018, não deu ao Athletico somente seu primeiro título internacional, mais um calendário bem cheio para 2019.

Campeão Paranaense com o time de aspirantes, o furacão também disputou e acabou perdendo a recopa sul-americana para o River Plate, na libertadores o furacão se classificou e esta disputando uma vaga nas quaras de final com o boca Juniors. Classificado para as semi finais da Copa do Brasil e com um campeonato Brasileiro ainda no começo, deixam o calendário do furacão recheado e apertado.

Depois da derrota para o Boca Juniors na Arena da Baixada no ultimo dia 24, o furacão só se reencontra sua torcida no próximo dia 18 de agosto na partida contra o Atlético MG válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, já que a partida diante do São Paulo não tem ainda data definida é deve acontecer depois desta data. Nesse meio período de 23 dias serão 22.883 KM entre idas e vindas para os compromissos marcados.

No ultimo Sábado (27) o Athletico foi a Belo Horizonte, onde enfrentou e venceu o Cruzeiro por 2x0 pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, ai se foram 999 km.

No meio de semana o Athletico vai a Buenos Aires na Argentina, uma viagem de 1.670 Km para enfrentar o Boca Juniors na próxima quarta feira (31) no jogo de volta das oitavas de final da Libertadores da América. De volta a Curitiba o furacão embarca na sua viagem mais longa, a equipe de Thiago Nunes encara 18.628 Km até a cidade Hiratsuka no Japão para enfrentar o Shonan Bellmare campeão da Liga Japonesa 2018 na antiga Copa Suruga.

De volta ao Brasil o Furacão encara 845 Km para enfrentar o Botafogo no Rio de Janeiro no dia 11 de Agosto pela 14ª rodada do Brasileirão. E o ultimo trajeto é o mais curto de 741 Km até Porto Alegre no Rio Grande do Sul, onde enfrenta o Grêmio no jogo de ida das semi finais da Copa do Brasil.

Ai se vão 22.883 Km somando apenas as idas com os retornos a capital paranaense os valores dobram e o tempo dentro de um avião deve ser aproveitado da melhor forma possível pois são mais de 70 horas dentro de um avião isso sem escalas, já que o Athletico opta sempre por voos fretados para dar mais comodidade aos seus atletas e comissão técnica.

Com os titulares o furacão foi a Belo Horizonte e venceu os reservas do Cruzeiro no ultimo sábado (27) por 2x0, os gols foram marcados por Jhonatan de pênalti as 29’ do primeiro tempo e Bruno Guimarães fechou o placar aos 31’ do segundo tempo em uma jogada bem trabalhada no segundo tempo, garantindo a segunda vitória consecutiva do Athletico no Brasileirão, agora o foco do furacão é o Boca Juniors, no jogo de volta das oitavas de final da Libertadores 2019, na próxima quarta feira (31) na Argentina,  no jogo de ida o furacão acabou derrotado na Arena da Baixada por 1x0.

O jogo!

Com mais posse de bola e domínio da partida o furacão teve sua primeira chance de gol aos 13 minutos com Nikão. Com domínio total do jogo o rubro negro chegou ao primeiro gol em um pênalti marcado em cima do Rony por Weverton, Jhonatan bateu bem e abriu o marcador, o Cruzeiro chegou com perigo aos 45 minutos depois do cruzamento de David que encontra Fred que cabeceia meio desengonçado, no meio de caminho Mauricio tenta de bicicleta mais Léo Pereira tira na pequena área.

No segundo tempo a raposa tentou buscar o jogo mais sem muita criatividade, com o domínio novamente do jogo e inspirado o furacão ampliou o placar aos 31 minutos, em uma jogada de tabela entre Bruno Guimarães, que tabelou no chamado um dois com Bruno Nazário e depois com Marcelo Cirino que dentro da área deixou o camisa 16 na cara do gol para com tranquilidade colocar a bola na rede, inspirado o volante athleticano quase marca mais um, aos 38 minutos depois de uma tabela com Rony o chute passou perto do travessão. Final de jogo Cruzeiro 0 Athletico 2.

Como fica?

Com a vitória o Athletico se manteve na sétima posição na tabela com 19 pontos, e o Cruzeiro continua seu jejum e ficou na 16ª posição com apenas 10 pontos.

E agora?

Agora os dois times viram a chave e ficam com a cabeça nos argentinos, o Cruzeiro recebe o River Plate na terça feira (30) 19h15 no Mineirão, já o Furacão vai a capital Argentina enfrentar o Boca Juniors na quarta feira (31) 21h30 horário de Brasília.

Pausa no Brasileirão?

O Athletico agora só vai pensar em Campeonato Brasileiro no próximo dia 11 de agosto, quando enfrenta o Botafogo no Rio de Janeiro, em jogo válido pela 14ª rodada, o jogo contra o São Paulo foi adiado por causa da disputa da antiga Copa Suruga, no Japão, o furacão enfrenta o  Shonan Bellmare, campeão da Copa da Liga Japonesa na próxima quarta feira (07), o jogo contra o São Paulo pela 13ª rodada do brasileirão ainda não tem data definida.

 

Ficha técnica

BRASILEIRÃO - 1º Turno – 12ª Rodada

CRUZEIRO 0x2 ATHLETICO

Local: Mineirão (Belo Horizonte-MG)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)

Cruzeiro
Rafael; Weverton, Fabrício Bruno, Cacá e Dodô; Éderson, Ariel Cabral (Jadson Silva), Jadson e Maurício (Welinton); David (Sassá) e Fred.
Técnico: Mano Menezes

Athletico
Santos; Jonathan, Pedro Henrique, Léo Pereira e Marcio Azevedo (Abner Vinicius); Wellington, Bruno Guimarães e Bruno Nazário (Thonny Anderson); Rony, Nikão e Marco Ruben (Marcelo).
Técnico: Tiago Nunes


Gols: Jonathan 28 do 1º e Bruno Guimarães 30 do 2º
Cartões amarelos: Fred (CRU)

Público total: 20.689

Renda: R$ 184.081,50

Balde de água fria nos mais de 9.000 tricolores que estiveram na Vila Capanema na noite de sexta feira (26), com um lance polêmico no pênalti convertido por Hernane, o Sport venceu o Paraná por 1x0 quebrando a sequencia de cinco vitórias seguidas do tricolor.

 O Paraná começou pra cima, acompanhando pela energia das arquibancadas, logo aos 7’ na cobrança de escanteio o goleiro Mailson siu mal do gol, e Fernando Neto com o gol escancarado cabeceou pra fora, a resposta dos pernambucanos venho aos 11’ em um lançamento nas costas da defesa Ezequiel entra na área cara a cara com Thiago Rodrigues e é derrubado por Guilherme Santos e o Arbitro Jean Pierre Gonçalves marcou pênalti, que gerou muita reclamação por parte dos jogadores do Paraná, Hernane Brocador com categoria abre o placar para o leão. Outra grande chance do tricolor no primeiro tempo foi aos 22’,  João Pedro que chutou no travessão depois da boa jogada de Fernando Neto.

No segundo tempo por mais que estivesse a frente do placar o Sport tentou matar o jogo logo no inicio, aos 10’ Ronaldo manda uma bomba de fora da área e ela explode na trave de Thiago Rodrigues, dai pra frente o tricolor foi só pressão mais pouco efetivo, conseguiu chegar ao gol de Mailson somente aos 24’ com um chute de Guilherme Santos que passou perto, a chance de empate venho aos 40’ no cruzamento de linha de fundo de João Pedro finalizado por Ramon, mais Mailson faz uma milagre e garante o resultado para o rubro negro pernambucano.

E agora?

E agora, mesmo com o resultado o tricolor permanece no G4 com 22 pontos, porém pode ser ultrapassado por Londrina e Ponte Preta, já o Sport entra no grupo dos quatro primeiros com 21 pontos mais pode perder a quarta posição também caso o Tubarão e a Macaca vença seus jogos.

Na sequência?

Na sequência da Série B, o Paraná vai ao norte do estado enfrentar o Londrina na próxima terça feira (30) as 19h15 no estádio do Café, já o Sport recebe o Guarani na Arena Pernambuco na próxima segunda feira (29) as 20h em jogo já valido pela 13ª rodada da série B.

 

FICHA TÉCNICA

SÉRIE B - 1º Turno – 12ª Rodada

PARANÁ CLUBE 0X1 SPORT

Local: Vila Capanema (Curitiba-PR)

 

Paraná Clube
Thiago Rodrigues; Éder Sciola, Eduardo Bauermann, Rodolfo e Guilherme Santos; Luiz Otávio, Itaqui (Ramon), Fernando Neto (Caio Monteiro), João Pedro e Bruno Rodrigues; Jenison (Rodrigo Porto).
Técnico: Matheus Costa

Sport
Maílson; Norberto (Raul Prata), Rafael Thyere, Adryelson e Guilherme Lazaroni; Ronaldo, Charles e Ezequiel; Guilherme, Hernane Brocador (Elton) e Leandrinho (Sammir).
Técnico: Guto Ferreira

 

Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Assistentes: Lucio Beiersdorf Flor (RS) e Leirson Peng Martins (RS)

Gol: Hernane Brocador, 14 do 1º

Cartões amarelos: Guilherme Santos, Eduardo Bauermann, Rodolfo, Rodrigo Porto (PAR); Hernane, Ronaldo, Norberto, Raul Prata, Charles (SPO)

Público Pagante: 8.160
Público Total: 9.706
Renda: R$ 239.550,00

O Foz do Iguaçu recebeu o Brusque no domingo (12) 16h, no estádio do ABC na fronteira, chegou a sair na frente com gol do Douglas ainda no inicio aos 3’ do 1T, depois do cruzamento de João Guilherme, já no segundo tempo o técnico Waguinho Dias fez algumas alterações e o time catarinense acabou virando o jogo, Junior Pirambu aos 17’ de cabeça, virou com       Tiago Henrique aos 25’ em um chute cruzado, e fechou o placar aos 35’ com o mesmo Junior Pirambu que arrisocu bonito de fora da área, fechando o placar em 1x3 para os visitantes. Foi a segunda derrota consecutiva do Azulão da fronteira na competição.

O jogo:

O jogo começou com 43’ de atraso, a ambulância e o médico não estavam presentes, ai atrasando o inicio da partida, O Azulão jogando em casa foi em busca do resultado, e iniciou o jogo com uma pressão em cima dos catarinenses, e surgiu efeito, logo aos 3’ depois de um cruzamento de João Guilherme, Douglas cabeceou firme para abrir o marcador para o time da casa. A partir daí o Brusque conseguiu equilibrar o jogo mais não conseguiu o gol de empate.

No intervalo o Técnico Waguinho Dias fez algumas mudanças na equipe que voltou totalmente diferente, aos 17’ após cruzamento Junior Pirambu empatou o jogo, o time catarinense foi em busca da virada e começou a jogar melhor, Tiago Alagoano fez uma bela jogada e bateu cruzado e Tiago Henrique pegou o rebote para virar o jogo. O Foz teve a chance de empatar na cobrança de pênalti de Vinicius defendia pelo goleiro Zé Carlos, Junior Pirambu  arriscou um belo chute de fora de área aos 35’ e fechou o marcador para os visitantes. Final Foz do Iguaçu 3x1 Brusque.

Como Fica:

O Foz do Iguaçu é o lanterna do Grupo A15 em pontuar na competição, e agora vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Boa Vista no próximo domingo (19) as 15h30, já o Brusque é líder isolado com seis pontos ganhos e recebe o Gaúcho – RS na segunda (20) as 20h no Augusto Bauer em Brusque/SC

 

Ficha Técnica:

Foz do Iguaçu 1 x 3 Brusque

Série D – Fase de Grupos – 2ª Rodada

Estádio: ABC – Foz Do Iguaçu/PR

Árbitro: Adriano de Assis Miranda-SP

 

Assistentes: Alberto Poletto Masseira-SP e Enderson Emanoel Turbiani da Silva-SP

Gols:

Foz do Iguaçu-PR: Douglas 3' 1T

Brusque-SC: Junior Pirambu 17' 2T, Thiago Henrique 25' 2T, Junior Pirambu 35' 2T

 


Cartões Amarelos: Brusque-SC: Fio

 


Foz do Iguaçu-PR

Felipe; Arison (Léo Campos), Luiz Matheus, William Correia e Thomaz; André Oliviera, Vinicius, Douglas e Juninho; Luccas Brasil (Deivid) e João Guilherme.

Técnico: Marcão

 

 

Brusque-SC

Zé Carlos; Edilson, Ianson, Clayton e Airton; Ruan, Gama, Jeferson Renan, Romarinho (Thiago Alagoano) e Fio (Tiago Henrique); Vinicius (Junior Pirambu).

Técnico: Waguinho Dias

 


Público: 34 pagantes/81 total


Renda: R$ 540,00

 

Fonte: Futebol Inerior

O Cianorte FC foi a São Caetano do Sul /SP e bateu o time da casa no Anacleto Campanella, em jogo valido pela segunda rodada da Série D grupo A16, pelo placar de 1x0, o gol do leão foi marcado por Wesley aos 47’ do 1T, após a ajeitada de cabeça de Madalena.

O Jogo

O Azulão começou mantendo a posse de bola durante o inicio do primeiro tempo, mais a primeira chance de gol foi do time paranaense, Wesley invadiu a área e chutou cruzado para a defesa do goleiro Tom, bem postado defensivamente o Cianorte deixava o São Caetano com dificuldades para criar, mesmo assim o time paulista esboçou uma pressão, porem depois do cruzamento e a ajeitada de cabeça de Madalena, Wesley colocou na rede e abriu o marcador para o leão.

No começo do segundo tempo o Cianorte quase ampliou o placar, Wesley chutou forte a bola bateu no travessão, depois disso o Leão se absteve ao contra ataque, porque os paulistas foram pra cima em busca do empate, e quase empatou no final com Emerson Santos que chutou e a bola passou com muito perigo.

Como fica:

Com o resultado o Cianorte garante a primeira posição isolado do grupo A16 com seis pontos e vai a Caxias do Sul enfrentar o time da casa no estádio Centenário no próximo sábado (18) as 16h, já o Azulão que é lanterna com nenhum ponto marcado recebe o Tubarão também no sábado as 16h no Anacleto Campanella.

 

Ficha Técnica

 

São Caetano 0x1 Cianorte

Série D  - 1ª Fase – 2ª rodada

Local: Anacleto Campanella - São Caetano do Sul (SP

Arbitro: Philip Georg Bennett-RJ

Assistentes: Thiago Rosa de Oliveira-RJ e Thiago Gomes Magalhães-RJ

 

Gols: Cianorte-PR: Wesley 47' 1T

 

Cartões Amarelos: São Caetano-SP: Emerson Santos, Alex Reinaldo, Júnior Alves

Cianorte-PR: Calabres, Sidnei, Formiga

 

São Caetano-SP

Tom; Alex Reinaldo, Júnior Alves, Sandoval e Bruno Recife; Vinícius Kiss (Ferreira), Wellington (Ermínio), Emerson Santos e Jean Dias (Marlon); Gleyson e Jefferson Maranhão.

Técnico: Luiz Gabardo.

 

Cianorte-PR

Bruno; Gerônimo, Breno, Maurício e Formiga; Gercimar (Sidnei), Felipe Ramón e Calabres; Madalena (Weriton), Wesley e Tom (Felipe Gabriel).

Técnico: Bolívar.

 

Público: 337 pagantes   Renda: R$ 3.360,00

 

Fonte: Futebol Interior

O Coritiba Monsters bateu o Pato Basquete hoje no Ginásio da Praça Oswaldo Cruz, em jogo válido pela 2° rodada da primeira fase do campeonato paranaense de Basquete série Prata.
A partida começou equilibrada com um placar apertado, mais o Coxa conseguiu manter a tranquilidade e abriu uma boa vantagem para fechar o placar em 92 x 59. Destaque para o jogador Henrique, cestinha do jogo com 24 pontos.

O Técnico Fábio Pellanda analisou a vitória e a campanha do Coritiba Monsters na competição:

A vitória sempre é importante, mais hoje teve uma melhora da equipe principalmente no segundo tempo, os meninos conseguiram colocar em prática o que agente treinou, então não foi nem o placar em si mais a maneira que o time se comportou no segundo tempo do jogo..... Agente tendo uma primeira e segunda fase com vitorias, na próxima fase que é o mata mata agente pode pegar teoricamente um adversário mais tranquilo, não que seja fácil mais, essa é a importância agente evita de pegar os principais times no confronto entre os oito melhores...

Fábio também destacou a importância do crescimento da modalidade e do prestígio do público:

O basquete é um esporte que está em crescimento hoje na cidade assim, não só na cidade mais no Brasil todo por causa da NBA, por causa da liga nacional que está mais forte nos últimos anos, e a intensão de unir com o clube forte aqui da cidade, é juntar esse crescimento do basquete com a força do coxa, que tem uma torcida grande, que tem uma força de marketing grande, e assim agente conseguir ter sempre a casa cheia como nos três primeiros jogos,

A próxima partida do Coxa será dia 12 de Julho contra a equipe de Cambé também no Ginásio da Praça Oswaldo Cruz, lembrando que a entrada é franca.

Em jogo de poucas chances o Tubarão soube aproveitar a sua e garantiu o 100% de aproveitamento na Série B, Anderson Oliveira aos 46’ 1T garantiu a vitória para os donos da casa diante do Brasil do RS. O LEC tem 6 pontos está entre os líderes da competição já o Xavante ainda não venceu na série b e ocupa da penúltima posição. O próximo compromisso do Tubarão é no Couto Pereira diante do Coritiba já o Brasil – RS recebe o CRB em Pelótas/RS.

 

O Jogo

Um primeiro tempo com poucas finalizações de ambos os lados, Londrina e Brasil – RS foram pouco efetivos no quesito ataque, a chegada mais perigosa foi do Xavante aos 14’ na cabeçada de Carlos Jatobá pra fora, com mais posse de bola o Tubarão foi encontrando os espaços até que aos 46’ após cobrança de lateral Anderson Oliveira abriu o marcados para o Londrina.

No segundo tempo o Brasil – RS venho disposto a arrancar o empate buscando o ataque mais foi o Londrina que quase ampliou o placar, aos 14’ Safira ajeitou de calcanhar e Marcelinho bateu para a defesa de Carlos Eduardo, Aos 21’ Diego Alves teve uma boa chance após receber bola na área para uma boa defesa do goleiro visitante.  O Brasil – RS acordou e pressionou dai em diante em busca do empate, aos 40’ Branquinho cabeceou para fora a melhor chance do Xavente.

Agora o Londrina encara o primeiro clássico paranaense na competição, o Tubarão enfrenta o Coritiba na próxima quinta feira 21h30 no Couto Pereira, já o Brasil – RS recebe o CRB no Sábado (11) ás 19h no Bento Freitas.

 

Ficha Técnica

Campeonato Brasileiro 2019 – Série B – 2ª Rodada

Londrina – PR 1 x 0 Brasil – RS


Local: Estádio do Café - Londrina (PR)

Árbitro : Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE)

Assistentes: Francisco Chaves Bezerra Junior (PE) e Bruno Cesar Chaves Vieira (PE)

 

Gols: Londrina-PR: Anderson Oliveira 46' 1T

 

Cartões Amarelos: Londrina-PR: Raí Ramos, Anderson Oliveira, Matheus Bertotto, Diego

Brasil-RS: Sousa, Juba

 

Londrina-PR

Matheus Albino; Raí Ramos, Augusto, Sílvio e Felipe; Rômulo (Matheus Bertotto), Germando e Higor Leite (Matheus Bianqui);  Marcelinho, Anderson Oliveira e Alisson Safira (Diego).

Técnico: Alemão

 

Brasil-RS

Carlos Eduardo; Ricardo Luz (Ednei), Leandro Camilo, Bruno Aguiar e Sousa; Leandro Leite, Carlos Jatobá (Marcinho) e Murilo Rangel; Branquinho, Juba e Fabrício (Douglas Baggio)

Técnico: Rogério Zimmermann

 

Público: 1.232 pagantes

Renda: R$ 24.619,00

O Azulão da Fronteira foi a Passo Fundo (RS), e perdeu para o Gaúcho – RS por 2x0, Otávio aos 4’ e Andrews aos 42’ do 2T marcaram para os donos da casa. Na sequencia o Foz recebe o Brusque – SC e o Gaúcho vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Boa Vista.

O Jogo.

Um primeiro tempo de poucas chances os donos da casa chegaram a marcar com 14’ porém o gol foi anulado, aos 42’ Matheus Paulista arrematou e Felipe fez um verdadeiro milagre nas sequencia João Guilherme quase marca de cabeça para o Azulão.

No segundo tempo os donos da casa começaram pressionando após cobrança de escanteio Otávio marcou o primeiro gol dos Gaúchos, o Foz do Iguaçu acordou e tomou a frente da partida com várias oportunidades perdidas, e no final da partida após o cruzamento Andrews apareceu na segunda trave para fechar o placar 2x0 para o Gaúcho.

No próximo domingo (12) o Azulão recebe o Brusque – SC as 16h no 14 de Dezembro para tentar a reabilitação na competição, já o Gaúcho – RS vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Boa Vista também no domingo as 15h30.

 

Ficha Técnica

Campeonato Brasileiro Serie D – 1ª Rodada – Grupo A15

Gaúcho – RS 2x0 Foz do Iguaçu – PR

Local: Wolmar Salton - Passo Fundo (RS)

Arbitragem: Marcos Mateus Pereira-MS

Assistentes: Ruy Cesar Lavarda Ferreira-MS e Cicero Alessandro de Souza-MS

 

Gaúcho-RS

William; Boni, Erick, Bruno e Otávio; Adílson e Maylon (Ton); Dartora;
Lucas, Vítor Ramos (Dimitry) e Matheus P (Andrews).

Técnico: Fabiano Borba

 

Foz do Iguaçu-PR

Felipe; Léo Campos (Arison), Luiz Mateus, Thomas e Eder; André, Bruno Bezerra e Vinícius; João Guilherme, Juninho (Douglas) e Diego (Vítor).

Técnico: Marcão

 

Gols: Gaúcho-RS: Otávio 4' 2T, Andrews 42' 2T

 

Cartões Amarelos

Gaúcho-RS: Fabiano Borba, Felipe, Adílson, Maylon

Foz do Iguaçu-PR: João Guilherme, Vinicius, Luiz Mateus

 

Público: 817 (total); 579 (pagantes) Renda: R$9.030,00

 

Página 1 de 2